• Cientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”

    No Blog da Cidadania

    O cientista político Alberto Carlos Almeida é autor do livro “A Cabeça do Brasileiro” (Editora Record, 2007), que possui uma pesquisa reveladora e dados estatísticos de excepcional amplitude a respeito do perfil do brasileiro. Almeida é professor da Universidade Federal Fluminense.

    Publicou os livros “Por que Lula?” (Editora Record, 2006); “Como são Feitas as Pesquisas Eleitorais e de Opinião” (Editora FGV, 2002); e “Presidencialismo, Parlamentarismo e Crise Política no Brasil” (Eduff, 1998).

    Alberto Carlos Almeida possui doutorado em Ciência Política pelo IUPERJ; foi pesquisador visitante na The London School of Economics; e coordenou as pesquisas eleitorais e de opinião do DataUff entre 1996 e 2002 e da Fundação Getúlio Vargas entre 2002 e 2005.

    Quer ler mais? Clique aquiCientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”


  • EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY

    O Cafezinho

    Por Mariana Noviello

    Dilma Rousseff esteve no Reino Unido na semana passada onde ela participou de um evento acadêmico o Brazil UK Forum, organizado pelos estudantes das prestigiadas universidades de Oxford e LSE, e também conversou com a mídia, mulheres na academia e na política.

    Talvez de maior relevância tenha sido o encontro de Dilma com a alta cúpula do Labour Party (Partido Trabalhista Britânico).

    Parlamentares trabalhistas não só prestaram solidariedade à Presidenta em relação ao impeachment e a Lula, mas também se mostraram preocupados com a democracia no Brasil.

    Emily Thornberry, portavoz do Partido em assuntos internacionais, twitou: “Hoje, tive a honra de me encontrar com Dilma Rousseff, ex-presidenta do Brasil. Discutimos como a democracia em seu país está comprometida”. EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY


  • O que Temer não disse sobre os 2 anos de governo

    GNN Notícias

    [...] A cerimônia teve início às 15h no Salão Nobre do Palácio do Planalto, mas antes mesmo já foi marcada por polêmicas. Após o deslize do título "O Brasil voltou, 20 anos em 2", e a repercussão negativa, o convite para ministros e autoridades veio com outra nomenclatura: "Maio/2016-Maio/2018: o Brasil voltou".

    Ostentou de maneira exacerbada que houve uma queda na inflação e redução da taxa de juros. Juntou os números para preparar a cartilha "Avançamos - 2 anos de vitórias na vida de cada brasileiro", que foi o período de sua atuação desde que assumiu com a derrubada da presidente eleita Dilma Rousseff.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 798 outros seguidores

  • Recomendo leitura

Crianças registram incompetência do Poder Público

Em 2014 as enchentes em Queimados foram alarmantes.

O jornal O Dia registrou o prejuízo que afastou três mil alunos das salas de aula por causa das enchentes.

Parecia que a catástrofe poderia resultar em boas políticas que minimizassem o problema. Ledo engano!

Em dezembro de 2014 e janeiro de 2015 os problemas se repetiram. O que foi feito? Saneamento dos Rios Abel e Camorim. No Blog da Prefeitura registraram o feito como uma das mais importantes obras do governo:

Depois do Rio Abel, Queimados agora terá Rio Camorim canalizado e urbanizado

Felipe Carvalho – Após realizar a maior obra de canalização da história do município de Queimados, a do Rio Abel, o Prefeito Max Lemos lançará nesta quinta-feira, 20, ao lado do vice-governador e coordenador de infraestrutura do Estado, Luiz Fernando Pezão e do Secretário Estadual de Obras, Hudson Braga, a partir das 19h, no Salão de Festa Elite (Rua Nilton, Lote 40 – Vila Camarim – Fanchem) uma frente de obra ainda maior. Trata-se da canalização e urbanização do Rio Camorim.

De fato a obra foi importante. Melhorou o aspecto estético da cidade, mas isto não resolveu o problema da enchente e a razão é simples: a obra só pode ser feita dentro dos limites da cidade. Fora dela, ou seja, já em Nova Iguaçu, as obras não avançaram. Neste ponto há um estrangulamento do rio dos Poços, rio que recebe as águas do Rio Abel e Rio Camorim, oriundos de Queimados. Uma vez não encontrando passagem para toda a água que flui com mais facilidade nos Rios Abel e Camorim começam a encher e isto continua afetando o centro da cidade.

As crianças registraram por celular a enchente em um bairro que fica não mais que 1,5 km da Praça Nossa Senhora da Conceição, no Centro da cidade. Vejam as imagens:

Em 2013, num debate via Facebook o secretário de Urbanismo e Meio Ambiente prometeu discutir uma solução definitiva assim que os problemas emergenciais cessassem, mas ficou apenas na promessa. O problema das enchentes continuam porque o a solução não está no escoamento das águas de chuva, mas na nossa capacidade de retê-la antes de chegar aos Rios.

Infelizmente o poder torna as pessoas arrogantes e não percebem que soluções simples e com a ajuda dos munícipes os problemas seriam minimizados se não definitivamente resolvidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: