• Cientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”

    No Blog da Cidadania

    O cientista político Alberto Carlos Almeida é autor do livro “A Cabeça do Brasileiro” (Editora Record, 2007), que possui uma pesquisa reveladora e dados estatísticos de excepcional amplitude a respeito do perfil do brasileiro. Almeida é professor da Universidade Federal Fluminense.

    Publicou os livros “Por que Lula?” (Editora Record, 2006); “Como são Feitas as Pesquisas Eleitorais e de Opinião” (Editora FGV, 2002); e “Presidencialismo, Parlamentarismo e Crise Política no Brasil” (Eduff, 1998).

    Alberto Carlos Almeida possui doutorado em Ciência Política pelo IUPERJ; foi pesquisador visitante na The London School of Economics; e coordenou as pesquisas eleitorais e de opinião do DataUff entre 1996 e 2002 e da Fundação Getúlio Vargas entre 2002 e 2005.

    Quer ler mais? Clique aquiCientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”


  • EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY

    O Cafezinho

    Por Mariana Noviello

    Dilma Rousseff esteve no Reino Unido na semana passada onde ela participou de um evento acadêmico o Brazil UK Forum, organizado pelos estudantes das prestigiadas universidades de Oxford e LSE, e também conversou com a mídia, mulheres na academia e na política.

    Talvez de maior relevância tenha sido o encontro de Dilma com a alta cúpula do Labour Party (Partido Trabalhista Britânico).

    Parlamentares trabalhistas não só prestaram solidariedade à Presidenta em relação ao impeachment e a Lula, mas também se mostraram preocupados com a democracia no Brasil.

    Emily Thornberry, portavoz do Partido em assuntos internacionais, twitou: “Hoje, tive a honra de me encontrar com Dilma Rousseff, ex-presidenta do Brasil. Discutimos como a democracia em seu país está comprometida”. EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY


  • O que Temer não disse sobre os 2 anos de governo

    GNN Notícias

    [...] A cerimônia teve início às 15h no Salão Nobre do Palácio do Planalto, mas antes mesmo já foi marcada por polêmicas. Após o deslize do título "O Brasil voltou, 20 anos em 2", e a repercussão negativa, o convite para ministros e autoridades veio com outra nomenclatura: "Maio/2016-Maio/2018: o Brasil voltou".

    Ostentou de maneira exacerbada que houve uma queda na inflação e redução da taxa de juros. Juntou os números para preparar a cartilha "Avançamos - 2 anos de vitórias na vida de cada brasileiro", que foi o período de sua atuação desde que assumiu com a derrubada da presidente eleita Dilma Rousseff.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 799 outros seguidores

  • Recomendo leitura

Copa do Mundo Fifa. Contra por quê?

Eu vejo amigos e conhecidos reclamando da Copa do Mundo no Brasil com a mesma alegação que partiu do submundo que é a Rede Globo, revista Veja, Folha de São Paulo, Psol, PSDB, Estadão, Globo, revista Época e outras afins: o Brasil precisa investir em educação e em saúde.

O engraçado é que a maioria deles cobram do governo federal investimento na educação básica, que é de responsabilidade do governo municipal. Quando digo que o governo federal repassa verba para a merenda, para o uniforme e para o transporte, mas que a responsabilidade é do governo municipal dizem que isto não resolve o problema da educação. E como é que resolve então? Eles não sabem.

A mesma fonte que alega investimento em saúde também foram contra o Programa Mais Médico. Mas não é pra investir em saúde? E como faz isto se os médicos brasileiros preferem os centros e abandonam a população mais pobre da periferia? Falam da construção de Hospitais e contratação de mais médicos, mas não querem os estrangeiros. E vamos contratar quem? Quem já é médico e está trabalhando em hospitais privados e clínicas particulares? São estes que, ao serem contratados pelo poder público, só querem ir lá, bater o ponto, e voltar a clinicar para o particular. Afinal, para que medicar pobres em postos e hospitais públicos, não é mesmo?

Alegam também uso do dinheiro público em construção de Estádios de Futebol. De maneira socrática vamos perguntando: mas de quem é o Estádio? De onde saiu o dinheiro? Com quais condições o dinheiro foi EMPRESTADO ao clube para reformar, ampliar e modernizar os estádios? Eles não precisam devolver esse dinheiro? Daí, sem argumentos começam a baixar o nível onde ganham pela experiêrncia.

Ora, quando os governadores, os ministros, prefeitos e o presidente Lula foram ao sorteio da Fifa para saber quem ia sediar a Copa do Mundo no Brasil quase 90% queriam a realização dela aqui. Os contrários de hoje imaginavam que ao fim do mandato Lula o “homem da bolinha de papel” seria o presidente. Então se calaram; aceitaram cordeiramente a realização da Copa aqui. Mas Serra não foi eleito presidente, mas Dilma Rousseff, daí então passaram a ser contra. Caramba!!! É um absurdo atrair 200 mil turistas para o Brasil! É um absurdo modernizar, ampliar e reformar aeroportos! É um absurdo melhorar estradas e rodovias em função da Copa do Mundo! É um absurdo capacitar pessoas para receber turistas estrangeiros! É um absurdo gerar 650 mil empregos por conta da Copa do Mundo! Sim, porque ser contra a realização da Copa é ser contra tudo isto.

Recentemente Aécio Neves e Armínio Fraga revelaram que para o projeto neoliberal é preciso aumentar o desemprego (para facilitar o arrocho salarial e submeter trabalhadores ao domínio escravocrata dos patrões) e diminuir o salário mínimo. Não à toa, eles precisam que esse povo seja contra a Copa do Mundo.

Eu sou a favor. Esse argumento de que o dinheiro que entrar será objeto de corrupção é o risco que temos que correr, mas compreendo que investir 22 bilhões em mobilidade urbana, modernização dos transportes, melhorias dos estádios, capacitação de pessoas e geração de emprego e arrecadar mais de 140 bilhões com a realização da Copa justificam minha opção.

Eu sou a favor porque estamos recebendo 200 mil estrangeiros que trazem riquezas pecuniárias e culturais para o Brasil. Eu sou a favor porque os benefícios que estão sendo gerados permanecerão em nosso país e para as pessoas que aqui vivem. Eu sou a favor porque nossa autoestima se fortalece quando mostramos ao mundo que somos democráticos, convivemos bem com as diferenças apesar de algumas sherazades midiáticas, cada qual é livre para escolher sua religião apesar dos malafaias e felicianos. Tenho certeza que muitas nações grandemente desenvolvidas e ricas nos invejam. Podemos ser exemplo para o mundo e bastava uma ação apenas de cada um de nós: fazer as críticas para melhorar o que está sendo feito e sempre em favor do Brasil.

Eu só não entendo por que os contrários torcem contra o Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: