Venda Casada

Esse país ainda é um país onde a Lei funciona para uns e para outros não.

Depois de alguns anos tentando, finalmente consegui um modem velox por meio de cabo. Não sei, desconfio apenas, mas tive a impressão de que a OI não queria mais oferecer esse tipo de serviço e obrigando seus clientes a usarem o mais inútil dos serviços para uma região montanhosa como a nossa: o serviço 3G.

Fiz o pedido pela minha “GatoNet”, um serviço de internet que o vizinho oferecia para a comunidade ao preço de R$ 40 por mês. Depois do pedido recebi uma ligação que se disse da OI e me ofereceu um endereço de email e uma senha dizendo ser obrigatório para o primeiro acesso.

Quero lembrar a todos que esta foi minha primeira vez com o serviço Velox, então muita coisa eu teria que confiar nas informações, sobretudo se elas tivessem origem na própria operadora do serviço. A mesma atendente que me deu o endereço e a tal senha, também me deu um endereço para instalar o anti-vírus da Oi, mas não me disse que seria um serviço pago, apenas me disse que depois de acessar eu deveria linkar o endereço http://www.antivirusoi.com.br/instalar.

No dia seguinte recebi outra ligação que se identificou sendo também da Oi e disse que aquele endereço de email não tinha sido validado e ela teria que refazer o processo o que fez me dando novo endereço e nova senha. Depois ela me pediu para fazer uma opção de pagamento, se por cartão de crédito ou por débito automático. Pronto! Travei.

Como assim, cara pálida?!

Então comecei uma briga verbal com a atendente. Disse que não cederia nem o número do meu cartão de crédito ou da minha conta bancária e que isso não estava previsto no ato de contratação do serviço. Então ela me fez uma ameaça: “então o senhor quer cancelar o pedido?” Eu respondi que queria o serviço velox, mas não daria número de cartão ou da conta bancária por telefone. Ao fim, ela desligou abruptamente.

Dia seguinte outra pessoa me liga. Esta da Uol e me disse que ia fazer o meu cadastro para acessar a internet banda larga. Eu disse que não queria porque já tinha provedor. Não é que ela queria me fazer acreditar que eu só teria acesso a internet se fizesse o cadastro com ela? Insistiu e diante da minha negativa ela desligou. Mais tarde um outro rapaz também do Uol me liga. Respondo que já tenho provedor e ele me perguntou qual era e diante da resposta desligou.

O modem chegou e naturalmente tive algumas dificuldades para configurar o roteador e fui obrigado a ligar pra atendente Oi. Consegui configurar corretamente o roteador e acessar a internet.

Voltemos lá naquele link que a atendente Oi disse que eu deveria acessar. Lógico que já desconfiado pra caramba eu deletei o /instalar. Apenas acessei a página inicial do antivírus Oi. Não é que o serviço é de R$ 120 anuais?! Mais caro que os R$ 80 que pago do Avast com as mesmas vantagens do serviço que me cobram R$ 156 anuais. Pilantra! Esse é o adjetivo para a consultora que tentou me vender um serviço sem me dizer que estava com esta intenção.

Aliás pilantra tentando vender serviços casados são muitos. Para eles a Lei faz vista grossa; as Agências Reguladoras fazem vista grossa…

Tomara que este artigo possa ajudar novos clientes do Velox alertando-os para não dar número de cartão de crédito nem de conta bancária por telefone. Você nunca sabe o caráter de quem está do outro lado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: