BBBs: só idiotas acreditam

Daniel Echadiz, o “estuprador” do BBB 12 revelou que enviar material para participar dos BBBs é uma farsa pois a equipe do programa é quem procura, convida, seleciona e determina a forma de participação do convidado.

Daniel, vida arruinada pela Rede Globo | Foto do UOL

Depois da polêmica deitada com a concorrente Monique Amim, embriagada, algumas pessoas sugeriram que Daniel teria estuprado a participante BBB provocando a saída precoce de Daniel do programa. Eu condeno o programa por sua forma, por banalizar a sexualidade e o próprio sexo, contrariando a cultura e conceitos socialmente aceitos por nossa sociedade.

Mas este artigo não quer discutir as questões de ordem estrutural do programa porque em nada vai mudar considerando o poderio que esta emissora tem sobre os demais poderes constituídos neste país. Pra deixar claro, o Legislativo, o Judiciário e o Executivo, todos se aviltam diante da “superioridade aceitada” por esta organização. Quero, no entanto, chamar a atenção daqueles que sonham um dia ter seus minutos de fama na Rede Globo através do programa BBB. Quantas pessoas imbuídas do nobre sentimento utópico de crescer, conquistar e ocupar um espaço que poucos tem o privilégio de ocupar? Quantos milhões são gastos em equipamentos e objetos eletrônicos para gerar imagens a serem enviadas ao programa? Isto não seria estelionato? Sim, porque o próprio Daniel explica em entrevista ao site UOL como é feita a procura e a seleção de quem vai participar dos programas. Vamos ao que disse Daniel em parte da entrevista:

Diferentemente do que muitos pensam, eu tinha negado participar do programa quatro vezes. A equipe do programa me procurou e insistiu para que eu participasse. Em momento algum mandei material. Eles me acharam no camarote da Skol Sensation e me convidaram para participar. Eu não procurei a direção do programa. Já tinha um contrato fechado para ir para a África do Sul. Mas parei para analisar e pensei que com o dinheiro poderia ajudar a minha família e abrir uma ONG para deficientes físicos (UOL, 2012: grifos meus)

Esta afirmação muitos de nós leigos tínhamos convicção de existir, mas sem provas como aventar? Infelizmente alguém tem que sofrer duramente um golpe para que a dor seja sentida por muitos. Daniel já sabe que a justiça é lenta, que a Globo tem força, logo, que a justiça é praticamente inoperante diante da força da Globo e que um processo pode não dar em nada, mas ele vai ter que lutar pois, como ele mesmo revelou na entrevista, seu filme está queimado:

[…] a lei no nosso país é muito lenta. E a TV Globo tem força e pode usar dessa força para o seu bem próprio. Acredito na Justiça e espero que ela seja feita. O quanto ela vai ser lenta nós não podemos saber. Tenho um filho para criar, estou sem trabalho e com o filme queimado (idem).

Agora outra dúvida persiste, mas logo teremos clareza de mais esta dúvida, afinal suspeito de que as brigas, os romances e a formação de grupos dentro do programa não são naturais, mas estimulados quando não obrigados a existirem com ameaça de exclusão do programa. O próprio Daniel deixa algumas suspeitas quando revela “Na época, eles foram proibidos de comentar o caso lá dentro (idem)”.

Diante da elucidação dessa farsa só me resta uma ilação: só os idiotas acreditam nas Organizações Globo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: