Obras de baixa qualidade tornam-se problemas crônicos

Comentário para a Rádio Novos Rumos em 17 de maio de 2012, 12:35h.

Boa tarde Dine Estela e amigos da RNR.

Hoje eu quero falar dos gargalos crônicos que existem em Queimados quando pensamos em Saneamento e Pavimentação. Hoje pela manhã ouvi nosso querido amigo Valtecir Leal falando de buracos que são verdadeiras crateras nas ruas de Queimados. Pois bem, que diabos tem enterrado no bairro Inconfidência que se colocam tanto asfalto e a principal via no bairro, a mesma que sustenta o intenso tráfego de ônibus que vem de Austin para Queimados, continua completamente esburacada.

No bairro Vale Ouro, onde se colocaram lá no início do atual governo algumas manilhas, que hoje cercam vegetação de até 5 metros de altura, é dramática a situação na principal via de acesso Austin-Queimados no bairro Vale Ouro! O trecho de paralelepídedo e a vegetação no canto da rua, que impede uma visualização adequada dos condutores de veículos, é perigosíssimo!

No Tri-Campeão, outra principal via de acesso Queimados-Engenheiro Pedreira tem um trecho quase na saída de Queimados, que é crônico. Lá hoje se encontram algumas manilhas que sugerem uma ação do poder público para tentar resolver aquele imbróglio, mas o trecho ao qual me refiro está daquela maneira desde que surgiram os primeiros sinais de degradação do asfalto há mais de uma década. Aquela pavimentação foi realizada quando Azair Ramos era o prefeito e os primeiros sinais de degradação surgiram no seu segundo mandato. Depois dele tivemos todo o período do prefeito Rogério do Salão que nunca se preocupou com aquilo. Já estamos no final deste mandato do Max e o problema tá lá pra quem quiser ver.

Isso tudo que eu Disse Dine Estela, tem que ver com a qualidade do serviço que o poder público contrata. Se a empresa que vai prestar o serviço percebe que os agentes públicos entendem pouco ou nada entendem do que vão fazer, eles acabam por baixar a qualidade do serviço prestado. Ora, Eu ouço falar de valores de obras que me assustam. Duvido que se fosse recurso do próprio agente público ele se permitiria pagar valores tão desproporcionais assim! Não estou querendo dizer com isso que as obras feitas em Queimados são superfaturadas. Elas são superfaturadas em todas as cidades brasileiras.

Recentemente a presidenta Dilma Rousseff reclamou dos valores que são cobrados pelos empreiteiros para prestar serviços à União. Eles supervalorizam os produtos oferecidos ao poder público. Mas o pior é que o serviço prestado não tem garantia de qualidade. Se fazem a pavimentação de uma via, depois de entregue a obra, se houver qualquer degradação a empresa que fez o serviço não será responsabilizada para reparar o mal feito.

Então a cidade tem alguns problemas crônicos que não são resolvidos a contento e quem sofre com tudo isso é o cidadão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: