• Cientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”

    No Blog da Cidadania

    O cientista político Alberto Carlos Almeida é autor do livro “A Cabeça do Brasileiro” (Editora Record, 2007), que possui uma pesquisa reveladora e dados estatísticos de excepcional amplitude a respeito do perfil do brasileiro. Almeida é professor da Universidade Federal Fluminense.

    Publicou os livros “Por que Lula?” (Editora Record, 2006); “Como são Feitas as Pesquisas Eleitorais e de Opinião” (Editora FGV, 2002); e “Presidencialismo, Parlamentarismo e Crise Política no Brasil” (Eduff, 1998).

    Alberto Carlos Almeida possui doutorado em Ciência Política pelo IUPERJ; foi pesquisador visitante na The London School of Economics; e coordenou as pesquisas eleitorais e de opinião do DataUff entre 1996 e 2002 e da Fundação Getúlio Vargas entre 2002 e 2005.

    Quer ler mais? Clique aquiCientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”


  • EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY

    O Cafezinho

    Por Mariana Noviello

    Dilma Rousseff esteve no Reino Unido na semana passada onde ela participou de um evento acadêmico o Brazil UK Forum, organizado pelos estudantes das prestigiadas universidades de Oxford e LSE, e também conversou com a mídia, mulheres na academia e na política.

    Talvez de maior relevância tenha sido o encontro de Dilma com a alta cúpula do Labour Party (Partido Trabalhista Britânico).

    Parlamentares trabalhistas não só prestaram solidariedade à Presidenta em relação ao impeachment e a Lula, mas também se mostraram preocupados com a democracia no Brasil.

    Emily Thornberry, portavoz do Partido em assuntos internacionais, twitou: “Hoje, tive a honra de me encontrar com Dilma Rousseff, ex-presidenta do Brasil. Discutimos como a democracia em seu país está comprometida”. EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY


  • O que Temer não disse sobre os 2 anos de governo

    GNN Notícias

    [...] A cerimônia teve início às 15h no Salão Nobre do Palácio do Planalto, mas antes mesmo já foi marcada por polêmicas. Após o deslize do título "O Brasil voltou, 20 anos em 2", e a repercussão negativa, o convite para ministros e autoridades veio com outra nomenclatura: "Maio/2016-Maio/2018: o Brasil voltou".

    Ostentou de maneira exacerbada que houve uma queda na inflação e redução da taxa de juros. Juntou os números para preparar a cartilha "Avançamos - 2 anos de vitórias na vida de cada brasileiro", que foi o período de sua atuação desde que assumiu com a derrubada da presidente eleita Dilma Rousseff.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 799 outros seguidores

  • Recomendo leitura

O desafio de Brizola Neto no Ministério do Trabalho

Boa tarde Dine Estela, Zé Carlos e amigos da Rádio Novos Rumos

Ontem tomou posse no ministério do Trabalho o deputado federal Brizola Neto. Na cerimônia de posse a presidenta Dilma lembrou João Goulart, de quem o novo ministro é sobrinho, que em 1953, também com 33 anos, foi ministro de trabalho no governo trabalhista de Getúlio Vargas e destacou o passado histórico do novo ministro.

A presidenta reconheceu que o ministro será alvo de opositores, sobretudo da imprensa, por conta de todo o legado de Leonel Brizola, crítico contundente da imprensa nacional, mais especificamente das Organizações Globo, a qual Leonel Brizola acusou de ser coautora do Regime de exceção e do autoritarismo militar.

Brizola Neto que foi até ontem um blogueiro que também blogava para consertar as informações distorcidas da velha imprensa também reconheceu que precisa, antes de todo o resto, cuidar da lisura no trato da coisa pública e da transparência, porque sabe que mesmo antes de assumir o ministério os militantes fascistas que operam em nome do jornalismo brasileiro já investigam toda a sua vida pessoal, política e social a fim de encontrar qualquer coisa que possa servir de objeto especulativo e difamatório.

Aqui na minha humilde posição de comentarista, penso que o grande desafio do novo ministro será manter a situação de pleno emprego na qual o país vive. Hoje temos um reverso imigratório. Se antes brasileiros deixavam o país para melhorar as condições de vida em país estrangeiro, agora são os estrangeiros que buscam o Brasil como oportunidade de emprego e renda. Até brasileiros que já estavam estabelecidos em país estrangeiro já estão buscando o caminho de volta.

Como Brizola Neto mesmo disse em seu discurso de posse ele vai precisar ser ágil, transparente, inovador. O desafio é enorme, mas ele me pareceu estar consciente do papel e das responsabilidades que está assumindo. Tanto que já se mostrou contrário ao editorial de um grande jornal escreveu “que a presença do Estado como elemento na obtenção deste equilíbrio seria um anacronismo. E que o mercado, tudo seria capaz de resolver sozinho”. Brizola Neto considerou esta ilação como sendo um embuste reacionário que lança milhares de jovens à fogueira do receituário neoliberal.

O mais importante é que o novo ministro tem a simpatia e o apoio das massas progressistas. Vamos esperar um pouco mais para analisar o desempenho do novo ministro nesta que é uma pasta estratégica e que foi emblemática no governo do mais premiado presidente na história do Brasil, do doutor honoris causa da Universidade de Coimbra e de tantas outras universidades do Brasil de outros países, o presidente Luis Inácio Lula da Silva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: