• Cientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”

    No Blog da Cidadania

    O cientista político Alberto Carlos Almeida é autor do livro “A Cabeça do Brasileiro” (Editora Record, 2007), que possui uma pesquisa reveladora e dados estatísticos de excepcional amplitude a respeito do perfil do brasileiro. Almeida é professor da Universidade Federal Fluminense.

    Publicou os livros “Por que Lula?” (Editora Record, 2006); “Como são Feitas as Pesquisas Eleitorais e de Opinião” (Editora FGV, 2002); e “Presidencialismo, Parlamentarismo e Crise Política no Brasil” (Eduff, 1998).

    Alberto Carlos Almeida possui doutorado em Ciência Política pelo IUPERJ; foi pesquisador visitante na The London School of Economics; e coordenou as pesquisas eleitorais e de opinião do DataUff entre 1996 e 2002 e da Fundação Getúlio Vargas entre 2002 e 2005.

    Quer ler mais? Clique aquiCientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”


  • EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY

    O Cafezinho

    Por Mariana Noviello

    Dilma Rousseff esteve no Reino Unido na semana passada onde ela participou de um evento acadêmico o Brazil UK Forum, organizado pelos estudantes das prestigiadas universidades de Oxford e LSE, e também conversou com a mídia, mulheres na academia e na política.

    Talvez de maior relevância tenha sido o encontro de Dilma com a alta cúpula do Labour Party (Partido Trabalhista Britânico).

    Parlamentares trabalhistas não só prestaram solidariedade à Presidenta em relação ao impeachment e a Lula, mas também se mostraram preocupados com a democracia no Brasil.

    Emily Thornberry, portavoz do Partido em assuntos internacionais, twitou: “Hoje, tive a honra de me encontrar com Dilma Rousseff, ex-presidenta do Brasil. Discutimos como a democracia em seu país está comprometida”. EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY


  • O que Temer não disse sobre os 2 anos de governo

    GNN Notícias

    [...] A cerimônia teve início às 15h no Salão Nobre do Palácio do Planalto, mas antes mesmo já foi marcada por polêmicas. Após o deslize do título "O Brasil voltou, 20 anos em 2", e a repercussão negativa, o convite para ministros e autoridades veio com outra nomenclatura: "Maio/2016-Maio/2018: o Brasil voltou".

    Ostentou de maneira exacerbada que houve uma queda na inflação e redução da taxa de juros. Juntou os números para preparar a cartilha "Avançamos - 2 anos de vitórias na vida de cada brasileiro", que foi o período de sua atuação desde que assumiu com a derrubada da presidente eleita Dilma Rousseff.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 799 outros seguidores

  • Recomendo leitura

Falta de experiência ou amadorismo?

Tenho acompanhado todos os dias os jogos Panamericanos pela TV Record. Aliás, os telejornais eu prefiro os da Record que os da Band ou da Globo por razões ideológicas e se o restante da programação fosse aquelas do meu interesse eu assistiria por lá também, mas tem coisa que só a TV brasileira admite e, se apresentam, é porque tem público pra assistir.

Nos jogos Panamericanos somou-se, para meu deleite, duas coisas: a primeira porque é uma programação que me agrada e segundo porque me afasta definitivamente da Globo.

Minha rejeição pela Venus Prateada se dá por conta do seu jornalismo de esgoto [e, me parece, todos os jornalistas são diplomados], mas tenho revelado que os profissionais da técnica [câmeras e cabos mans, editores de imagem, áudio etc.] são muito competentes e merecem servir de exemplo para as demais emissoras, não os plágios sem graça que a própria Record resolveu fazer com sua programação como o Esporte Fantástico, uma mistura de Esporte Espetacular e Fantástico, ambos da Globo.

 

Mas me interessa mesmo falar das transmissões dos jogos Panamericanos feitos pela TV Record. O que vou escrever importa para os diretores da TV? Provavelmente não, mas vou emitir minha opinião assim mesmo. No futebol levaram Romário pra comentar e a inexperiência concomitante com a procura por palavras para parecer mais culto que verdadeiramente é o faz um ilustre torcedor perdido na análise da partida.

Já reclamei no site do R7 que aquela história de fazer link com a sala de convivência com a Vila, tentando conversar com os atletas que de lá assistem os jogos pela TV, falta dinamismo. Hoje, e depois de assistir ontem/hoje a brilhante vitória das meninas do Vôlei conquistando a medalha de ouro para o Brasil, assistindo o Basquete, ou melhor, o Volei de Praia, fiquei com brutal dúvida se falta dinamismo, experiência ou se é amadorismo mesmo.

Não é que os caras interrompem a transmissão para abrir a imagem da sala de convivência da Vila do Pan?! Pois fazem isso sem a menor cerimônia. O telespectador, como não tem alternativa, que “se dane”, não é mesmo? Porque não usam aquela imagem reduzida em pop-up para fazer isso enquanto o quadro maior é o jogo em si?

Hoje chegamos ao absurdo de não assistir os jogos por inteiro por absoluta falta de critério. Comecei assistindo ao Basquete e, sem mais nem menos, sem ser informado disso, passei a assistir o Volei de Praia. Tudo bem, o Volei de Praia também me interessa, embora preferisse assistir o Basquete feminino. Mas eis que durante a partida a TV abre para os comerciais e quando volta para o segundo set, a partida já estava 5 a 5 no placar entre brasileiros e mexicanos. Deus do Céu!… Porque não combinaram com os patrocinadores para veicular as mensagens durante as partidas em pop-up?

No jogo de Volei feminino ontem, tive que ouvir o Maurício Torres dizer que almoçou com o Romário e com a Vitória, filha do baixinho, e que a menina ficou olhando para o celular dele. E eu com isso? Que comentário sem graça e despropositado sô! A não ser, é claro, que o objetivo do narrador da partida era dizer para os telespectadores Record que ele almoçou com o baixinho e que isso é um privilégio de poucos, mas, mesmo assim, o que é que a Vitória tem que ver com isso?

Tenho certeza que nada do que eu disse aqui será levado em consideração pela Record, afinal, que é esse anônimo que se atreve a comentar sobre as transmissões de uma das maiores emissoras de TV do país, não é? Mas escrevo assim mesmo para incomodá-los de algum modo porque tenho a esperança de não precisar da Globo para assistir os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo.

Mas nem tudo está perdido. Virna comentando o Vôlei e a Magic Paula comentando o Basquete é tudo de bom!

Uma resposta

  1. Felizmente esses despropósitos não temos de assistir na Rede Globo que diga-se de passagem tem melhorado muito nos comentários dos repórteres esportivos que parecem ter aprendido a fazer perguntas. Agora só falta ex jogadores como o Romário aprender a ser apresentador e comentarista de TV e parar de ficar procurando palavras rebuscadas…Fala aí Baixinho como sempre falou e deixou muita gente fula da vida!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: