• Cientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”

    No Blog da Cidadania

    O cientista político Alberto Carlos Almeida é autor do livro “A Cabeça do Brasileiro” (Editora Record, 2007), que possui uma pesquisa reveladora e dados estatísticos de excepcional amplitude a respeito do perfil do brasileiro. Almeida é professor da Universidade Federal Fluminense.

    Publicou os livros “Por que Lula?” (Editora Record, 2006); “Como são Feitas as Pesquisas Eleitorais e de Opinião” (Editora FGV, 2002); e “Presidencialismo, Parlamentarismo e Crise Política no Brasil” (Eduff, 1998).

    Alberto Carlos Almeida possui doutorado em Ciência Política pelo IUPERJ; foi pesquisador visitante na The London School of Economics; e coordenou as pesquisas eleitorais e de opinião do DataUff entre 1996 e 2002 e da Fundação Getúlio Vargas entre 2002 e 2005.

    Quer ler mais? Clique aquiCientista político diz que candidato de Lula será favorito “rapidamente”


  • EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY

    O Cafezinho

    Por Mariana Noviello

    Dilma Rousseff esteve no Reino Unido na semana passada onde ela participou de um evento acadêmico o Brazil UK Forum, organizado pelos estudantes das prestigiadas universidades de Oxford e LSE, e também conversou com a mídia, mulheres na academia e na política.

    Talvez de maior relevância tenha sido o encontro de Dilma com a alta cúpula do Labour Party (Partido Trabalhista Britânico).

    Parlamentares trabalhistas não só prestaram solidariedade à Presidenta em relação ao impeachment e a Lula, mas também se mostraram preocupados com a democracia no Brasil.

    Emily Thornberry, portavoz do Partido em assuntos internacionais, twitou: “Hoje, tive a honra de me encontrar com Dilma Rousseff, ex-presidenta do Brasil. Discutimos como a democracia em seu país está comprometida”. EM LONDRES, DILMA É CALOROSAMENTE RECEBIDA PELO LABOUR PARTY


  • O que Temer não disse sobre os 2 anos de governo

    GNN Notícias

    [...] A cerimônia teve início às 15h no Salão Nobre do Palácio do Planalto, mas antes mesmo já foi marcada por polêmicas. Após o deslize do título "O Brasil voltou, 20 anos em 2", e a repercussão negativa, o convite para ministros e autoridades veio com outra nomenclatura: "Maio/2016-Maio/2018: o Brasil voltou".

    Ostentou de maneira exacerbada que houve uma queda na inflação e redução da taxa de juros. Juntou os números para preparar a cartilha "Avançamos - 2 anos de vitórias na vida de cada brasileiro", que foi o período de sua atuação desde que assumiu com a derrubada da presidente eleita Dilma Rousseff.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 799 outros seguidores

  • Recomendo leitura

VEREADOR DO PT DETIDO PELA POLÍCIA

Elton Teixeira (PT-Queimados) acusa fiscais de abuso de poder

No último sábado (28/08), fiscais do TRE em Queimados, presidido pela Juiza Maria Aparecida, apreenderam recolheram três caminhões de placas de candidatos e o caminhão de som, classificado pelos fiscais de “trio elétrico” do candidato Sandro César, do PT.

Segundo Elton Teixeira, ele se dirigiu aos fiscais, apresentou-se como vereador do PT e solicitou explicações sobre o motivo das apreensões, já que todas as placas se mostravam dentro do padrão estabelecido pela legislação. Acusado de “desacato”, o vereador foi detido e levado à Delegacia da Polícia Federal de Nova Iguaçu onde comprometeu-se a “comparecer em juízo para prestar esclarecimentos” e foi liberado.

Abaixo, transcrevo a nota de esclarecimento do vereador petista.

Nota de esclarecimento à sociedade fluminense

Face ao ocorrido no sábado (28/08) e noticiado em diversos meios de comunicação no domingo (29/30) e segunda-feira (30/08), esclareço que:

Durante a ação do TRE em Queimados no último sábado, fui conduzido à sede da Polícia Federal sob acusação de desacato aos fiscais deste Tribunal.

Não cometi qualquer atitude que configure desacato aos ficais do TRE no ato de recolhimento de placas do Partido dos Trabalhadores. Apenas tentei exercer meu direito de cidadão e questionei os porquês do recolhimento de placas que estavam em situação regular.

Pelo contrário, o que houve foi um claro exemplo de abuso de autoridade. Ao chegar em frente ao comitê eleitoral do Partido dos Trabalhadores em Queimados, a fiscalização recolheu e despejou no caminhão que servia de apoio três cavaletes de campanha. Tal ação ocorreu de forma ríspida e grosseira, sem qualquer orientação ou identificação dos mesmos, além de gerar dúvidas quanto à legalidade nos fundamentos para tal apreensão. Nenhuma das placas continha mais de quatro metros quadrados, eram placas de candidatos diferentes o que não configura mosaico e, ainda, estavam em frente a um comitê eleitoral com pessoas responsáveis pelo zelo das mesmas.

Ao chegar ao comitê me deparei com tal situação. Questionei ao chefe do Cartório Eleitoral de Queimados os motivos para tal apreensão quando fui informado que esta ação fora coordenada pela Corregedoria do TRE. Da mesma forma, me dirigi ao coordenador da operação quando fui interpelado por dois fiscais que me ameaçaram de dar voz de prisão pois estava “tumultuando a operação” que eles eram Policiais Militares e poderiam me prender. Me identifiquei como vereador da cidade que estava ali exercendo meu direito de cidadão, pois qualquer ação que envolva agentes públicos é passível de fiscalização. Fui ainda notificado que tinha o direito de “calar a boca”.

Fui conduzido à sede da Polícia Federal em Nova Iguaçu onde foi registrado um TCO em que me comprometi em comparecer em juízo para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido. Ainda na sede da PF, os fiscais da Corregedoria do TRE mentiram em dizer que os chamei de “palhaços”. Há cerca de cinqüenta testemunhas que podem dizer o contrário pois estavam nos bares ao lado e na padaria.

Esta ação configura mais um claro exemplo de abuso de autoridade exercido por Policiais que, desviados de sua real função, não respeitam direitos baseados na democracia e na liberdade de expressão. Processarei os fiscais por abuso de autoridade e quaisquer danos à minha imagem como parlamentar e cidadão.

Vereador Elton Teixeira – PT

Queimados, 30 de agosto de 2010

Comentário

Vamos considerar o seguinte: os fiscais do TRE são cidadãos que no exercício de seu juízo tem suas posições consideradas nas suas atitudes. Neste momento eleitoral, eles estão imbuídos de uma autoridade inconteste. Fazem e desfazem; mandam prender como no caso do vereador queimadense. Mas e se exageram na dose, a quem recorrer? Quem fiscaliza os fiscais do TRE? Como evitar que estes cidadãos extrapolem na autoridade que lhe confere a Justiça Eleitoral?

Estes questionamentos fazem sentido, pois não nos é esclarecido sobre os caminhos a serem percorridos ou que medidas adotar. Agora, o episódio deixa um ensinamento: campanha tem que ter um coletivo de imprensa para registrar atos como esse. Hoje em dia, não é necessário ter um equipamento sofisticado, basta uma câmera fotográfica com ferramenta MPEG e um mp4, e aí tudo pode ser registrado em vídeo e em áudio. Fica mais fácil comprovar abusos comentidos por agentes públicos.

Uma resposta

  1. É verdade!!! Quem fiscaliza, inclusive as notícias publicadas por site do TRE. Precisamos saber quem publica estas notícias lá… um ser humano apartidário, apolitico, aético, amoral… seja lá quem for.. isso também precisa ser fiscalizado!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: